sábado, 2 de novembro de 2013

Com direito a dois gols de Neto Baiano e um golaço de Marcos Aurélio, Sport vence o São Caetano


Neto Baiano balançou as redes duas vezes e está se transformando no novo homem-gol do Sport/Foto: Clemilson Campos/JC Imagem

A torcida do Sport vinha pedindo um homem-gol para o time. E parece que, nesta reta final da Série B, ele apareceu. Depois de fazer dois gols na vitória sobre o ASA, por 4x2, Neto Baiano voltou a fazer dois gols e ajudou o Sport a derrubar o São Caetano, por 3x0. Marcos Aurélio, que não esteve bem na partida, coroou a vitória do time rubro-negro fazendo um golaço.

O triunfo foi muito importante para as pretensões do time pernambucano na sua luta para voltar à elite do futebol brasileiro em 2014. O Sport  chegou aos 56 pontos, três a mais do Icasa, que está na quarta colocação. A vitória motiva o time rubro-negro para os dois duelos fora de casa nas próximas rodadas: Ceará, no próximo sábado, e Atlético-GO, no dia 12 de novembro.
O Jogo

O Sport entrou em campo com uma formação bastante ofensiva para encarar o São Caetano. Sem Aílton, o técnico Geninho escalou o atacante Felipe Azevedo, que atuou mais recuado no meio, deixando Marcos Aurélio e Neto Baiano mais à frente.

Mesmo assim, o Leão encontrou certa dificuldade para sair da marcação do Azulão. Foi numa jogada envolvendo os dois atacantes que saiu o gol rubro-negro, aos 17 minutos. Marcos Aurélio recebeu a bola e lançou Neto Baiano, que dominou no peito e girou, batendo forte, sem chance para o goleiro.

Até conseguir balançar as redes, o Sport teve mais volume de jogo, mas não havia criado tantas chances de gols. O Leão errou muito a troca de passes no meio. O jeito era explorar os lados. E Marcos Aurélio apareceu bem pelo setor, levando o time à frente. Numa dessas jogada, a bola foi cruzada, sobrou para Lucas Lima, que bateu cruzado, rasteiro. A bola passou perto e foi para fora.

Ao ir para frente, o Sport mostrou sua costumeira fragilidade defensiva. No minuto seguinte em que marcou o gol que abriu o placar, a defesa deu um susto. Após cruzamento da direita, a bola passou cruzando a área e quase Cassiano faz o gol. O Sport deu o troco aos 35, quando Felipe Azevedo tabelou com Marcos Aurélio, invadiu a área e, na hora do arremate, foi travado pelo advesário.

O São Caetano ainda chegou à frente em dois lances. No primeiro, Edér arriscou de longe e Magrão segurou. Depois, Vágner bateu falta e obrigou o goleiro rubro-negro a fazer outra boa defesa. Foram os dois últimos lances do primeiro tempo.

No segundo tempo, o Sport encontrou mais espaços para trabalhar. Até porque o São Caetano, perdendo o jogo e desesperado para sair da zona de rebaixamento, teve que ir à frente. E logo criou uma boa chance de gol. Aos 6 minutos, a bola sobrou para Vágner, quase na marca do pênalti, chutar forte e rasteiro. Magrão defendeu com o pé.

Foi apenas um susto. Afinal, após o lance, o Sport foi à frente e logo conseguiu ampliar. Aos 13 minutos, Patric fez um belo cruzamento para Neto Baiano, de cabeça, mandar no canto esquerdo, no contrapé do goleiro.

Era o que o time queria para jogar com mais tranquilidade. O Sport passou a tocar a bola com objetividade, buscando o ataque. Aos 27 minutos, Patric fez uma boa jogada pela direita, invadiu a área e chutou forte. A bola foi para fora.

O São Caetano tentou chegar à frente, mas não conseguia superar a defensiva do Leão. Restou apenas os chutes de longa distância do meia Eder. Mas o goleiro Magrão não teve muito trabalho.

Até que, no "apagar das luzes", o artilheiro Marcos Aurélio recebe a bola e acerta um "chutaço", no ângulo do goleiro Rafael, fazendo a festa da torcida rubro-negra.
Ficha do jogo
Sport: Magrão: Patric, Aílson, Tobi e Marcelo Cordeiro (Peri); Rithely, Anderson Pedra, Lucas Lima; Marcos Aurélio, Felipe Azevedo (Sandrinho) e Neto Baiano (Pereira). Técnico: Geninho

São Caetano: Rafael Santos, Samuel, Vágner, Luiz Eduardo e Fernandinho; Fabinho, Luciano, Wagner Carioca e Éder; Marcelo Soares e Cassiano. Técnico: Pintado.

Local: Estádio da Ilha do Retiro
Árbitro:Marcos Andre Gomes da Penha (ES)
Assistentes: Rodrigo Pereira Joia (RJ) e Jose Eduardo Calza (RS)
Gols: Neto Baiano, aos 17 minutos do primeiro tempo, e aos 13, e Marcos Aurélio, aos 46 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Vágner, Cassiano, Marcelo Cordeiro e Felipe Azevedo.
Público: 23.912.
Renda: R$ 334.935,00.
 
BLOG DO  TORCEDOR

Nenhum comentário:

Postar um comentário